Estudantes são excluídos por “mau comportamento”

PCO online
03/04/2010, 18:00
imprimir

Estudantes são excluídos por “mau comportamento”

Estudantes é obrigado a assinar termo de "bom desempenho acadêmicos" para manter direito a vaga

Na quinta-feira, 18 de março, os moradores do Conjunto Residencial da USP (CRUSP) ocuparam a sede do órgão que coordena a moradia, a Coordenadoria de Assistência Social (Coseas). Os estudantes encontraram documentos que expõem como funciona o método de seleção de moradores pela Coseas.

Um desses documentos mostra o termo que os alunos devem assinar quando conseguem a moradia. O caso é de um estudante que tinha direito a uma vaga externa, uma bolsa-aluguel dada aos estudantes, já que a universidade não atende à demanda de vagas na própria moradia.

O aluno é obrigado a assinar um documento em que diz estar ciente de que “a continuidade do pagamento da vaga que ora ocupo, dependerá do meu desempenho acadêmico [grifo nosso], assim como da minha freqüência ao tratamento no PROMUD/HC, caracterizando a minha aderência ao tratamento. Também estou ciente que não poderei residir também no Conjunto Residencial da Universidade de São Paulo”.

Outro documento diz o seguinte: “Após avaliação de seu desempenho acadêmico no 1º semestre de 2005, vimos comunicar que, de acordo com o compromisso formal assinado por você (…), está cancelada a bolsa-moradia em forma de pagamento pela Coseas da vaga que você ocupa em quarto alugado”.

Condicionar o desempenho acadêmico do estudante ao seu direito de moradia é um abuso. Um estudante tem direito de estar matriculado na universidade e ter onde morar, sem que a aprovação ou reprovação, notas baixas ou altas etc, condicione este direito.

A reitoria, através da Coseas, intimida os estudantes, com a ameaça de perder seu direito a moradia. Um abuso de autoridade, uma violação dos direitos básicos do estudante.

Além disso, qualquer estudante sabe que, dentro da sala de aula, a democracia e o livre pensamento não passam de ficção. Muitos são os casos de estudantes que são reprovados ou punidos pelo professor apenas por discordar de suas idéias. O “desempenho acadêmico” de um aluno está completamente submetido ao domínio dos professores.

É a hipocrisia dominante na universidade. A burocracia universitária, a mando do governo, não garante a mínima estrutura para que o estudante possa de fato se desenvolver em sua disciplina. Em primeiro lugar, o aluno chega à universidade depois de enfrentar um dos piores ensinos do mundo; em segundo lugar, a própria universidade não oferece materiais suficientes, como livros nas bibliotecas, laboratórios, as salas de aula estão lotadas em muitos cursos, há defasagem em disciplinas por falta de professores etc. Esse é o “desempenho acadêmico” que a USP quer dos estudantes.

Outro abuso revelado pelo primeiro documento é obrigar o estudante a freqüentar tratamento psicológico, no caso, contra o alcoolismo. Um documento relata o caso de uma moradora que foi obrigada a se internar em uma clínica, sob ameaça de perder a vaga. Inclui aí, nos relatos, fatos absurdos como ligar para o pai da estudante como se a USP fosse um jardim de infância.

Há ainda muitas denúncias de estudantes que são expulsos de sua casa porque a direção da Coseas os acusou de usar drogas.

Outro documento, de 2006, afirma: “A portaria do Bloco ‘C’ deve impedir o ingresso da Sra. (…), hóspede do Quarto 4 do Alojamento Comunitário Provisório para alunos da Graduação, no caso dela aparentar estado de intoxicação por álcool, em qualquer horário do dia ou da noite. Informo que a referida hóspede está ciente dessa orientação”.

Deste modo, a universidade explora as dificuldades dos estudantes para impor um regime ainda mais repressivo aos estudantes que moram no CRUSP, ferindo inclusive direitos constitucionais destes estudantes.

VER

rating: 0+x

Comentários

Add a New Comment
or Sign in as Wikidot user
(will not be published)
- +

Artigos relacionados

Título Origem Data
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License