MOÇÃO DE APOIO A OCUPAÇÃO DA COSEAS PELOS MORADORES DO CRUSP

CAF — Centro Acadêmico de Filosofia
23/03/2010

MOÇÃO DE APOIO A OCUPAÇÃO DA COSEAS PELOS MORADORES DO CRUSP

Na madrugada do dia 18/03/10, quinta-feira, os estudantes da USP, moradores do CRUSP, ocuparam a Coordenadoria de Serviço e Assistência Social (COSEAS) frente à falta de vagas na moradia, atraso na conclusão do novo bloco, perseguição e repressão política aos moradores e terceirização e precarização das condições de trabalho em órgãos administrados pela COSEAS.
Os mesmos problemas que vemos se aprofundar a cada ano em todos as demais universidades públicas. As recentes expansões de vagas nas universidades (seja pela política de Alckmin nas estaduais paulistas em 2003, ou de Lulla com o REUNI em 2007) não vieram acompanhadas de um aumento nas políticas de permanência estudantil. O que levou, e leva, muitos estudantes da classe trabalhadora que conseguem, a muito custo, passar pelo funil social do vestibular, a se verem obrigados a largar a universidade por não terem o aporte necessário, e de direito, da universidade para concluírem seus estudos.

É por meio das políticas de permanência estudantil que a camarilha de burocratas das universidades desfecham seus maiores golpes contra a real democracia e a favor da privatização universitária, fazendo uso de programas que inviabilizam o acesso de estudantes carentes, não selecionados na peneira humilhante que se tornam os processos sócio-econômicos de concessão de bolsas e vagas no CRUSP.

Sabemos que são os estudantes moradores das moradias os que mais próximos estão da realidade da sociedade em que vivemos, por isso estão também entre aqueles que mais lutam para modificá-la. A maioria ou são filhos da classe trabalhadora ou mesmo já trabalham para seu sustento, por isso fica claro as deslavadas políticas utilizadas pelo governo burguês para tentar rechaçar qualquer tipo de permanência nas universidades da classe que tem em mãos o caminho para alterar a lógica dessa sociedade.

É por essa razão que nós, do Diretório Acadêmico “Filosofia”, gestão “Ruptura”, da UNESP de São José do Rio Preto, manifestamos nosso TOTAL APOIO À OCUPAÇÃO do espaço do COSEAS pelos moradores como arma de luta para exigir mais vagas nas moradias e alojamentos; para barrar a repressão política e de perseguição do COSEAS para com os moradores; para defender a autonomia estudantil no processo seletivo e a não-ingerência do COSEAS; e pela efetivação dos funcionários terceirizados, sem concurso público, e contratação de mais funcionários para evitar a super-exploração do trabalho.

Força na luta companheiros, e vamos massificar essa ocupação exigindo do DCE da USP que chame uma Assembleia Geral para mobilizar os demais estudantes nessa luta!!!

DIRETÓRIO ACADÊMICO “FILOSOFIA”
21/03/10
Gestão 2010: Ruptura

Add a New Comment
or Sign in as Wikidot user
(will not be published)
- +
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License